20.11.06

A despoluição da criação toda é mais certa do que a despoluição da Baía de Guanabara




(Uma Visão Integral da obra redentora de Cristo) *



Segundo o editorial do Jornal do Brasil de 12 de setembro de 2006, as estimativas mais otimistas sugerem que seriam necessários 20 bilhões de dólares e mais de 20 anos de trabalho intensivo para completar a despoluição da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, a segunda maior baía do litoral brasileiro, com 412 quilômetros quadrados. Isso significa que cada quilômetro quadrado despoluído ficaria por mais de 48 milhões de dólares.

Imagine o custo da despoluição de todas as demais baías, de todas as praias, de todos os rios, de todos os lagos e de todos os oceanos do planeta! Problema maior ainda é que a despoluição convive com a poluição. Limpa-se e suja-se sucessivamente. Todavia há esperança. A Bíblia trata deste assunto. Paulo afirma: “Sabemos que toda a natureza geme até agora, como em dores de parto” (Rm 8.22). A criação toda está em expectativa para ser redimida, para ser libertada da escravidão da decadência provocada pela queda, pelo pecado humano, ou “está, por assim dizer, esticando seu pescoço para ver isso” (William Hendriksen).

Assim como o homem será plenamente restaurado, o mesmo há de acontecer com a natureza. A perfeita harmonia da criatura com a criação acontecerá de novo, como foi no início. A salvação operada por Jesus Cristo não prevê apenas a redenção do ser humano, mas também do seu ambiente. Além de ser bíblico, é algo racional e lógico. Deus não pode ser frustrado em seus planos, em suas obras, em sua glória. É por isso que o Antigo Testamento já dá algumas pinceladas muito atraentes: “O lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará junto ao cabrito [...], a criança de peito brincará sobre a toca da áspide e o já desmamado meterá a mão na cova do basilisco. [...] A terra se encherá do conhecimento do Senhor como as águas cobrem o mar” (Is 11.6-9). É também por isso que o Novo Testamento diz que o universo será despoluído por meio de uma grande conflagração, depois do que haverá novos céus e nova terra! (2 Pe 3.7-13.)

* O grifo é meu. Geralmente quando se fala na obra redentora de Cristo não se menciona o fato de que ela abrangerá todo o mundo criado, toda a criação de Deus. Ou seja, toda a criação será redimida das concequências do pecado do homem ( é isso que eu vejo na bíblia).

Artigo extraído da Revista Ultimato edição novembro/dezembro deste ano.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails