19.12.07

Ultimato - eu indico

Com a matéria de capa intitulada Homossexualismo e homossexualidade, mais uma vez Ultimato ousa tocar em um tema complexo e delicado, tema que poucos têm tratado com equilíbrio e franqueza. Isso e muito mais poderá ser encontrado nesta última Edição.


Acabei de receber dos correios a Edição de nº 310 da Revista Ultimato, ainda não li as matérias, apenas os títulos dos artigos. Porém, cada título me sugere um tipo de leitura instigante. Tem sido assim desde 2005, quando, em um evento da ABU, recebi seis meses de assinatura gratuita, e desde então me tornei assinante.

A revista não possui uma linha confessional determinada, assumindo apenas o caráter de periódico cristão evangélico. E talvez seja essa a principal razão por que a Ultimato tem se constituído em nível nacional como uma revista seriamente equilibrada. Não puxando a corda para esta ou aquela linha teológica – quem é assinante ou já leu sabe que isso é verdade.

Bem, acontece que na penúltima Edição, a de nº 309, de forma inesperada, o Reverendo Elben César assinou uma coluna – escreveu um artigo. Intitulado como Desabafo de um ex-brigão, nele o ilustre fundador da revista fala sobre algumas polêmicas envolvendo seu conteúdo e também alguns articulistas que nela escrevem (a revista tem recebido um grande número de críticas).

Admirei-me com as palavras do Elben e decidi até enviar uma carta comentando o artigo. Carta esta que foi respondida por ele, deixando-me extremamente lisonjeado. No artigo, Elben chega até mesmo a pedir que os assinantes incentivem outras pessoas para se tornarem também assinantes da revista, visto que alguns dentre os já assinantes têm ameaçado não renovar a assinatura.

Como escrevi em uma carta que enviei à Ultimato, repito: as críticas que a Ultimato tem recebido de alguns leitores é motivada pelo fato de que a revista não se bandeia para esta ou aquela ideologia ou linha confessional, sendo bíblica e cristocêntrica. Contudo, alguns leitores não se contentam apenas com isso, querem que a revista lhes sirva de espelho, querem uma revista ideológica e confessionalmente à sua imagem e semelhança.

Respondendo ao pedido do querido Elben, pessoa fantástica com quem já pude estar rapidamente duas vezes na cidade de Viçosa-MG, indico a vocês, meus queridos amigos e visitantes deste blog, a assinatura desta revista de forte conteúdo bíblico e nível intelectual elevado.

Vale a pena dizer que grande número da revista é doado a cada edição para padres casados, conventos e seminários e outras instituições. Isso porque a sua direção acredita que ela deve exercer uma influência cristocêntrica ante sociedade brasileira.

Não perca tempo, assine a Ultimato e receba em sua casa uma excelente revista cristã!

Ah, já faz 40 anos que a Ultimato está na praça! Deus abençoe a todos que fazem parte dessa obra!

Um comentário:

Práxis Cristã disse...

Oi, Humberto
Acompanho a revista Ultimato há 20 anos.Mesmo com a chegada de outras revistas no mercado evangélico ela continua insubstituível por causa da coerente linha editorial. Ultimato já foi criticada por ser ecumênica, fundamentalista, liberal,socialista e outros rótulos.Creio que ainda é a melhor revista evangélica brasileira. Um abração

Related Posts with Thumbnails