22.10.08

Nossa condição

Existem simplesmente três tipos de pessoas no mundo:

A) Aqueles que são pecadores e são totalmente cônscios de tal fato; por isso mesmo assumidos.

B) Os que são pecadores, conscientes disso, mas que se comportam como se não o fossem.

C) Aqueles que são pecadores, porém não têm consciência plena disso.

Como diria Kierkegaard, ambos os três estão desespero. O que diferencia o primeiro de todos os outros é que, por assumir-se pecador e em desespero, ele está mais perto da redenção do seu ser do que todos os outros.

Encontro-me mais aliviado por saber (ter a consciência) que estou em pleno desespero...

4 comentários:

Gustavo Bianch disse...

Que massa, Humberto. Isso é uma coisa tao simples que as vezes perdemos até a noção.

Estou mais na primeira opcao. Contudo, me pego as vezes na hipocrisia do B e C, infelizmente.

Independente disso, em Cristo, estamos todos nivelados por baixo.

Que a Graça nos alcance dia-a-dia!

Abraços

Humberto Ramos disse...

É, amigo!

Acho que esse é o caminho. E, confesso, por vezes também caio na hipocrisia do B e C.

Mas continuemos a caminhada, sem parar...

Abraços!

Jorge Eduardo Geraldo disse...

Eu acrescentaria mais um tipo:
Os que estão conscientes de que são pecadores, porém, lutam contra ele como se este fosse o seu pior inimigo.
Penso que dizer que somos "pecadores assumidos" é um pouco simplista e nos dá uma idéia de conformidade com o pecado.
A primeira definição da palavra assumir no Aurélio é: "tomar para si ou sobre si".
Igualmente a você eu também me desespero, porém, não pelo o que eu ganho com o pecado, mas sim pelo que posso perder.
Por isso luto contra ele e não me conformo a ele.

Roger disse...

Beto,

gostei de mais deste Post e já queria vir aqui antes para comentá-lo. Na verdade estava a pensar em um texto com base nisso.

Em época de eleições nos vemos de frente com várias pessoas a nos prometer que são diferentes, que são santas e que farão o melhor para nós. E temos que escolher entre uma delas para nos governar.

Esse texto iria longe, pois isso que você escreveu é a chave que abre caminho para muita coisa. Como disse ainda quero trabalhar essa idéia. Esse desespero e o arrependimento andam juntos.

Quero ver se semana que vem consigo escrever algo.

Abraços,

Roger

Related Posts with Thumbnails