22.2.11

Prezados vizinhos

Ninguém merece vizinhos barraqueiros, exceto as pessoas também barraqueiras. Infelizmente, meus vizinhos são dessa linhagem tão distinta.

Poucas coisas são tão torturantes quanto uma discussão fervorosa em plena madrugada. Além da impossibilidade de pegar no sono, fica o medo de que acabem se matando.

Mas é só medo. Geralmente, entre mortos e feridos, todos se salvam!

O lance é que, como diria o pessoal da roça, tem que ter um saco roxo para aguentar tanta encheção de saco.

Nessa semana, sofrendo com este infortúnio, resolvi elaborar uma carta padrão para enviar a vizinhos barraqueiros sem noção.

Vou enviá-la em breve. Anônima, é claro! Não posso correr o risco de que venham fazer barulho da porta da minha casa.

Caso lhe agrade e você necessite, não se furte em utilizá-la.

Eis a carta:

Prezados Vizinhos,

Por haver-me tornado ouvinte involuntário das programações ocorridas ao longo da madrugada em sua residência, venho lhes fazer algumas sugestões.

Uma vez que vocês aparentam ser tão obstinados em resolver seus problemas em alta voz, batendo portas e chutando cadeira; a fim de que não permaneçamos nessa posição de ouvintes passivos, sugerimos que, previamente, convidem-nos para o tão empolgante bate-boca.

De modo que possamos participar ativamente de suas vidas, ao invés de continuarmos de mãos atadas enquanto seu mundo acaba.

Outra ideia, que transmitimos com todo respeito, é que se esforcem por falar em uma tonalidade cujos decibéis não ultrapassem as paredes de sua casa. Afinal, já que não somos convidados para a “festa”, gostaríamos de não saber que ela acontece. Pois o que não chega aos ouvidos, o coração não sente.

Com toda paciência de Jó,
Seus  vizinhos de todos os cantos. 

2 comentários:

Roger disse...

E aí? Enviou a carta? Achei ótema!!

Mudaria só a parte "se esforcem para..."

na pressa e com ânimos exaltados eles podem ler " se enforquem..." rs

abraços

Humberto Ramos disse...

Roger,

Preciso confessar. Não tive coragem de enviá-la ainda. Acho que vou esperar a próxima balbúrdia.

E depois de seu comentário (tipicamente seu, criativamente irônico), fiquei com receio de que acabem mesmo se enforcando... rsrsrs

Abraços fraternos.

Related Posts with Thumbnails