1.3.11

São Paulo: se chover, tem Rúgbi



Vídeo da Estação Sé em um dia "daqueles"

Comercial da Topper, patrocinador oficial do Rúgbi no Brasil, afirma sempre ao término de cada anúncio: “Rúgbi, isso ainda vai ser grande no Brasil”. Não duvido. Aliás, tenho pra mim que o brasileiro se dá bem em quase todo tipo de esporte.

No entanto, de forma especial, acho que os frequentadores do Metrô em São Paulo são os mais preparados para este entretenimento. Falo sério! Dias atrás, assisti uma cena digna desse esporte. Havia chovido muito na cidade, o que provocou aquela superlotação nos Trens. Coisa normal pra quem vive na maior metrópole do país. Só que quando isso acontece, a gente tem uma amostra do que seria um jogo de Rúgbi.

Ninguém respeita ninguém. Ninguém enxerga ninguém. Ninguém dá passagem pra ninguém. Quem vai entrar no trem deveria esperar quem vai sair; isso não acontece. Acredite ou não, dois corpos podem, sim, ocupar o mesmo espaço. Às vezes três ou quatro, até mais –dependendo do dia e ânimo do pessoal.

Infelizmente, é assim. Quando chove em São Paulo, a gente tem jogo de Rúgbi. E espero mesmo que de fato esse esporte se torne grande no Brasil, pois tenho certeza de que ainda seremos muito bons nisso. Temos talento! Quem sabe até lá eu já tenha entendido um pouco as regras e não me assuste mais quando aqueles homens começam trombar uns com os outros como um bando de bodes selvagens.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails